PROFISSIONAIS INSCRITOS ATIVOS
     

ESTABELECIMENTOS REGISTRADOS

Revista do Farmacêutico

PUBLICAÇÃO DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Nº 128 - NOV - DEZ/ 2016 - JAN/2017

III ESPAÇO ÂMBITO FARMACÊUTICO

 

Mais quatro áreas da Farmácia são contempladas em evento que debate temas relevantes para a profissão

 

Em 2016, o CRF-SP inovou ao promover três grandes eventos em um novo formato idealizado para reunir farmacêuticos de diferentes áreas em um único local, onde são realizadas atividades simultâneas. Trata-se do Espaço Âmbito Farmacêutico, que em outubro teve a terceira edição com discussões sobre Homeopatia, Saúde Pública, Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa e Farmácia Hospitalar.

O evento repetiu o sucesso das edições anteriores, realizadas em junho e agosto, e cumpriu a proposta de integrar as áreas farmacêuticas bem como valorizar o trabalho das Comissões Assessoras que se empenham nas ações voltadas para o fortalecimento da profissão. Confira a seguir alguns dos tópicos debatidos entre os profissionais dos quatro setores.

Seminário de Prescrição Farmacêutica em Homeopatia

seminario-em-homeopatiaAs discussões sobre a implementação da prescrição farmacêutica em homeopatia tiveram a contribuição do palestrante escocês Lee Kayne que, juntamente com os ministrantes brasileiros, corroborou para o entendimento de que os farmacêuticos homeopatas estão no caminho certo para a consolidação da farmácia clínica com ênfase na terapêutica homeopática, conforme avaliação da coordenadora da Comissão Assessora de Homeopatia do CRF-SP, dra. Márcia de Cássia Silva Borges.

O evento levantou ainda questões pertinentes sobre a necessidade de capacitação dos profissionais que queiram atuar na prestação dos serviços farmacêuticos, além de apontar como a experiência vivida hoje no Reino Unido, especificamente na Escócia, pode ser implantada no Brasil, reafirmando o que está estabelecido por meio da Lei nº 13.021/14 que institui a farmácia como estabelecimento de saúde e o papel do farmacêutico na assistência primária à saúde da população.

 

seminario-em-saude-publicaVI Seminário de Saúde Pública

As abordagens apresentaram, por meio da visão de gestores públicos, um perfil da situação atual da judicialização na Assistência Farmacêutica e o quanto essa questão impacta nos recursos destinado à saúde pública no Estado de São Paulo e no Brasil.

No âmbito estadual, estima-se que as ações judiciais tiveram aumento de 92% em cinco anos, e que, atualmente, mais de 50,7 mil ações estão em tramitação. Na avaliação dos ministrantes, tal cenário compromete o orçamento destinado à execução das políticas públicas, além de não evidenciarem as carências ou falhas de assistência à saúde no SUS, nem a necessidade epidemiológica regional.

Um dos caminhos apontados é a elaboração de projetos que incentivem a triagem farmacêutica, na qual o profissional faria uma avaliação pré-processual e processual, podendo inclusive acompanhar a eficiência terapêutica do medicamento dispensado.

O Seminário também contou com apresentações que abordaram as diferentes realidades da farmácia hospitalar e comunitária, a importância da atuação do farmacêutico e a necessidade de qualificação e dedicação ao trabalho. 

 

acupuntura

VI Seminário de Acupuntura

Como já é tradição nos eventos promovidos pela Comissão Assessora de Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa, o VI Seminário de Acupuntura apresentou workshops de casos clínicos que demonstraram, de forma prática, conceitos de auriculoterapia, estética, fitoterapia, cranioacupuntura, laserterapia e ventosaterapia que, juntamente como a acupuntura, são terapias que reúnem conhecimentos técnicos, teóricos e empíricos da antiga Medicina Tradicional Chinesa (MTC).

Em meio às demonstrações das técnicas, os especialistas destacaram que os casos mais frequentes no dia a dia de seus consultórios têm como causa fatores emocionais. A ventosaterapia, por exemplo, foi uma alternativa de tratamento apresentada para a maioria das queixas de dor que estão relacionadas a problemas psicossomáticos, à ansiedade, depressão, estresse e cansaço, que provocam rigidez muscular e podem, com o passar do tempo, gerar problemas de ordem articular.

 

seminario-em-saude-publicaSeminário de Farmácia Hospitalar

As novidades no que diz respeito a sistemas de rastreabilidade e à automação do setor foram o foco central do Seminário de Farmácia Hospitalar que apresentou, por meio de diversos painéis, as experiências realizadas em hospitais paulistas. O tema é oportuno por possibilitar aos participantes conhecerem importantes ferramentas no processo de adaptação à Lei nº 13.021/14 por que passam os hospitais, no qual a automação se faz necessária por se encarregar de fazer o trabalho mecanizado deste setor, deixando ao farmacêutico a missão de zelar pela saúde e promover o uso racional de medicamentos.

Farmacêutica da Amil United Health Group, a dra. Aline Frossard Bortoluzzi contextualizou essa questão por meio de números envolvendo erros de medicação em hospitais. Estima-se que, por ano, esta seja a causa da morte de cerca de 7 mil norte-americanos, e que este problema contabilize um custo de US$ 3,5 bilhões anualmente. Dra. Aline explicou que tais erros podem ocorrer em qualquer etapa do sistema do uso de medicamentos, sendo: prescrição (56%), transcrição (6%), dispensação (4%) e administração (34%). 

Por Renata Gonçalez (com informações de Carlos Nascimento)

 

 
 
 
 
 
 

     

     

    farmacêutico especialista