Participantes do VI Fórum durante votação da proposta de Resolução para estágios supervisionadosParticipantes do VI Fórum durante votação da proposta de Resolução para estágios supervisionados

São Paulo, 4 de maio de 2011.

Cerca de 80 pessoas participaram do VI Fórum de Diretrizes Curriculares para o Curso de Farmácia, realizado no sábado (30 de abril), na capital. O evento, organizado pela Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP, contou com a presença de coordenadores de cursos de Farmácia, professores universitários, estudantes, além de representantes de Comissões de Ensino de outros estados.
 
O objetivo do encontro foi discutir questões envolvendo os estágios curriculares supervisionados obrigatórios, tema que já havia sido intensamente debatido no V Fórum de Diretrizes Curriculares para o Curso de Farmácia, em outubro de 2010. Na ocasião, foram abordadas as especificidades de cada região brasileira quanto aos estágios oferecidos, bem como a necessidade de legislação específica para a área, entre outros pontos.

 

Da esq. p/ direita: dra. Marise Stevanato, dra. Margarete Akemi Kishi e dra. Danyelle MariniDa esq. p/ direita: dra. Marise Stevanato, dra. Margarete Akemi Kishi e dra. Danyelle Marini

 

Na abertura do Fórum do último sábado, a coordenadora da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP, dra. Danyelle Marini, reforçou a importância do estágio supervisionado para a formação profissional do egresso, e, sobretudo, de que essa atividade seja supervisionada na Instituição de Ensino por um docente farmacêutico. A secretária-geral do CRF-SP, dra. Margarete Akemi Kishi, representou a diretoria no evento.

 

Dra. Amouni Mourad, assessora técnica do CRF-SP e membro da Comissão Assessora de Educação FarmacêuticaDra. Amouni Mourad, assessora técnica do CRF-SP e membro da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica

 

Na sequência, a advogada do Departamento Jurídico do CRF-SP dra. Anna Paola Novaes Stinchi falou sobre as possibilidades de legitimação dos estágios na área farmacêutica. Os Conselhos de Farmácia não têm âmbito legal para fiscalizar os cursos de graduação em Farmácia. Alguns conselhos de classe, como os Corens (Conselhos Regionais de Enfermagem) realizam visitas periódicas nos cursos de Enfermagem das Instituições de Ensino Superior com caráter orientativo, como mencionou a dra. Anna Paola.

 

Dr. Alípio de Oliveira do Carmo, membro da Comissão, falou sobre coordenação dos estágios e supervisão docenteDr. Alípio de Oliveira do Carmo, membro da Comissão, falou sobre coordenação dos estágios e supervisão docente

 

A seguir, os participantes discutiram e votaram tópico a tópico as sugestões apresentadas por blocos, sob moderação dos seguintes membros da Comissão Assessora de Educação Farmacêutica do CRF-SP: dra. Amouni Mourad; dr. Alípio de Oliveira do Carmo; dra. Marise Bastos Stevanato e dr. Fábio Ribeiro da Silva.

 

As sugestões sobre supervisões de estágios foram apresentadas pelo dr. Fábio Ribeiro da Silva, também membro da ComissãoAs sugestões sobre supervisões de estágios foram apresentadas pelo dr. Fábio Ribeiro da Silva, também membro da Comissão

 

As sugestões aprovadas no V Fórum serão compiladas em um documento e encaminhadas ao Conselho Federal de Farmácia (CFF), para elaboração de uma Resolução referente aos estágios supervisionados obrigatórios do curso de Farmácia.

 

Renata Gonçalez

Assessoria de Comunicação CRF-SP

 

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS