Secretário Municipal da Saúde enaltece trabalho do farmacêutico durante reunião com CRF-SP

Dra. Luciana Canetto, vice-presidenre; Edir Sales, vereadora; Luiz Carlos Zamarco, secretário municipal da Saúde de SP; Dr. Marcelo Polacow, presidente do CRF-SP e Vera Maybach, assessora da vereadora Edir Sales Dra. Luciana Canetto, vice-presidenre; Edir Sales, vereadora; Luiz Carlos Zamarco, secretário municipal da Saúde de SP; Dr. Marcelo Polacow, presidente do CRF-SP e Vera Maybach, assessora da vereadora Edir Sales

São Paulo, 5 de setembro de 2022.

Por intermédio da vereadora Edir Sales, o secretário municipal da Saúde de São Paulo (SMS), Luiz Carlos Zamarco, recebeu em seu gabinete, o presidente do CRF-SP, Dr. Marcelo Polacow e a vice-presidente, Dra. Luciana Canetto, na quarta-feira, 31/08. 

O secretário fez questão de ressaltar o trabalho do farmacêutico. “Durante a pandemia, o papel do farmacêutico foi fundamental para o uso racional dos medicamentos, alertando sobre os riscos da automedicação e, principalmente, por estarem também na linha de frente do combate à Covid-19. A rede municipal agradece e reconhece a importância deste trabalho para a população paulistana", pontuou Luiz Carlos Zamarco.

Para Dr. Marcelo Polacow “essa aproximação entre o CRF-SP e a SMS sempre foi importante. A reunião foi uma oportunidade de nos apresentarmos ao novo secretário e nos colocarmos à disposição para colaborar com a saúde do município”.

A vereadora Edir Sales endossou as palavras do presidente. “Fomos muito bem recebidos pelo secretário da saúde. O presidente do CRF-SP se colocou à disposição para contribuir com tudo o que o município precise na área da saúde. Naquele mesmo momento, o secretário agradeceu pelo que o CRF-SP tem feito pela cidade de São Paulo na área da saúde”. 

Dra. Luciana elogiou a postura da Secretaria municipal da Saúde de São Paulo. “Fiz questão de elogiar o posicionamento da Secretaria municipal da Saúde em relação à prescrição das Profilaxias Pré e Pós-exposição ao HIV (PrEP e PEP) por farmacêuticos do município de São Paulo. É um serviço de extrema importância para a saúde pública”, ressaltou a vice-presidente. Dra. Luciana se referiu à Portaria PM-DST/AIDS nº 364/2020, que além da prescrição para farmacêuticos e cirurgiões-dentistas também determina a autonomia para solicitar exames necessários seguindo o que é preconizado no Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas (PCDT). A ampliação das atribuições faz parte da articulação entre a Secretaria Municipal da Saúde e o Programa de IST/Aids da capital paulista.

 

Thais Noronha

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS


Fique atualizado sobre capacitações e informativos importantes do CRF-SP. Participe do canal de Telegram e mantenha-se informado!
https://t.me/crfsp_cursosenoticias