Após fiscalização, CRF-SP se coloca à disposição do TCE para auxiliar em questões técnicas

 

Antonio Bento de Melo (diretor do Departamento de Supervisão de Fiscalização - DSF I); Alexandre Teixeira Carsola (diretor do DSF II); e Sérgio Siqueira Rossi (diretor-geral)Antonio Bento de Melo (diretor do Departamento de Supervisão de Fiscalização - DSF I); Alexandre Teixeira Carsola (diretor do DSF II); e Sérgio Siqueira Rossi (diretor-geral)

São Paulo, 30 de setembro de 2019.

O CRF-SP participou na manhã desta segunda-feira (30), na capital, de reunião com representantes do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) para tratar sobre informações divulgadas na mídia acerca de fiscalização realizada recentemente em hospitais e farmácias das unidades públicas de saúde do Estado de São Paulo, com o objetivo de vistoriar o fornecimento, distribuição e controle de medicamentos.

Segundo informações divulgadas na imprensa, a operação contou com 308 agentes que fiscalizaram 298 entidades em 221 municípios paulistas. Do total, 49% não possuíam alvará da vigilância sanitária e mais de 10% não tinham controle de estoque. Em 53% das unidades havia medicamentos com prazo de validade próximo ao vencimento, entre outras irregularidades.

Após ter conhecimento da ação, a diretoria do CRF-SP solicitou a reunião com o TCE para abordar o assunto e se colocar à inteira disposição do órgão para auxiliar nas questões técnicas. Participaram do encontro a diretoria do CRF-SP, representantes da Comissão Assessora de Saúde Pública do CRF-SP e dos departamentos de Fiscalização e Consultoria Jurídica.

 

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS