Mais de 1500 pessoas orientadas durante ação simultânea em oito regiões do Estado de São Paulo

São Paulo, 11 de março de 2019.

Farmacêuticos voluntários participaram de mais uma etapa da Campanha “Farmacêuticos contra a dengue, zika e chikungunya” no último sábado, 9/03, em oito regiões do Estado de São Paulo.

Quem passou por praças, shoppings, feiras, farmácias, estabelecimentos comerciais e até na concentração de um bloco de carnaval recebeu orientação sobre aos cuidados com as doenças, formas de prevenção e responsabilidade no consumo de medicamentos como o ácido acetilsalicílico, o ibuprofeno, assim como outros anti-inflamatórios não esteroidais, que não podem ser utilizados em casos suspeitos da doença, pois podem causar hemorragia e levar à morte.

A ação volta a acontecer em outras regiões no próximo dia 16/03. Até o momento estão confirmadas Araçatuba, Zona Norte da capital, Fernandópolis e Barretos.

Confira a ação em 9/03:

Araraquara

O delegado regional, Dr. Evandro Yashuda durante a ação em AraraquaraO delegado regional, Dr. Evandro Yashuda durante a ação em Araraquara

Com mais de três mil casos de dengue na cidade, a ação em Araraquara foi importante para conscientizar a população sobre os focos do mosquito e a forma de utilizar os medicamentos, já que medicamentos analgésicos para dores contém ácido acetilsalicílico, muitas vezes utilizado para casos cardíacos com a função de afinar o sangue. Para o delegado regional, Dr. Evandro Lucas Yashuda “a população deve sempre procurar o farmacêutico, que pode identificar os sinais de dengue imediatamente. Em caso de no mínimo três sintomas confirmados, enviamos o paciente ao “dengário”, que é uma força tarefa criada em Araraquara para combater a dengue, divididos em dois polos de atendimento à população. Caso os sintomas não sejam compatíveis com de dengue, zika ou chikungunya, o paciente é encaminhado ao hospital”.

Avaré

A delegada regional, Dra. Mauren Estevam durante a ação em Avaré A delegada regional, Dra. Mauren Estevam durante a ação em Avaré

Alertar a população sobre a gravidade da doença foi um dos objetivos da ação em Avaré. Segundo a Dra. Mauren Estevam, delegada regional de Avaré, ao sentir algum dos sintomas, é importante procurar ajuda profissional, médicos ou farmacêuticos. “O farmacêutico também pode auxiliar na instrução de uso de repelentes, já que existem diferentes tipos e recomendações. E, também, lembrar que os repelentes são aliados na prevenção contra a picada de mosquitos da dengue”.

Um caso que aconteceu na cidade ilustra bem o papel do farmacêutico. “Um radialista contou em seu programa de rádio que compareceu a uma farmácia de Avaré com sintomas que ele acreditava ser de gripe ou apenas um resfriado. Por conta própria, comprou um medicamento para gripe e se automedicou. No dia seguinte, seu quadro piorou. Ele voltou à farmácia em que comprou o medicamento, pediu para falar com o farmacêutico e explicou seu caso e os sintomas que estava sentindo, o farmacêutico detectou imediatamente os sintomas de dengue e o encaminhou para o hospital, onde foi confirmado o caso”.

Bauru

A delegada regional Dra. Rute Moura e o delegado ajunto Dr. Fernando Turini estiveram na ação em Bauru A delegada regional Dra. Rute Moura e o delegado ajunto Dr. Fernando Turini estiveram na ação em Bauru

Uma das cidades mais atingidas pelos casos de dengue (atualmente são 4100 com três mortes confirmadas), Bauru superou a expectativa das autoridades de saúde. Para a delegada regional, Dra. Rute Mendonça Xavier de Moura, “nossa ação foi realizada no shopping Boulevard, na zona norte da cidade, uma das regiões com maior incidência. Notamos que a maior parte das pessoas estava saindo de um quadro de dengue, já teve a doença ou algum familiar já foi afetado”. Foram cerca de 200 atendimentos com a participação de cinco farmacêuticos voluntários.

Campinas

 A delegada regional, Dra. Erika dos Anjos participou da ação em Campinas A delegada regional, Dra. Erika dos Anjos participou da ação em Campinas

Em Campinas, a ação foi realizada no Centro Social Bertoni, no Jardim Europa, e prestou orientações de saúde para cerca de 50 pessoas. Segundo a delegada regional, Dra. Erika Ferraresso dos Anjos, desses 50 atendimentos, 10 relataram que já tiveram dengue. “Notamos que as pessoas estão muito carentes de informação e muito curiosas com as orientações que oferecemos. Por isso considero que ações como esta precisam ser repetidas”.

Guarulhos

 O delegado regional Dr. Jonas Cardozo participou da ação em Guarulhos O delegado regional Dr. Jonas Cardozo participou da ação em Guarulhos

Ação foi realizada na praça Getúlio Vargas, Centro de Guarulhos, e também em uma farmácia local. Participaram da ação seis voluntários, que realizaram 500 atendimentos.
De acordo com o delegado regional da Seccional de Guarulhos, Dr. Jonas Moraes Cardozo, chamou atenção o fato de que boa parte das pessoas orientadas ter informado à equipe de voluntários sobre a situação de um lago existente no local, apontado por muitos como um possível foco de proliferação do Aedes aegypti. “A ação foi muito importante porque, além de ajudarmos a população orientando-a sobre a dengue, zika e chikungunya, ficamos sabendo de um problema da comunidade, e o repassaremos à prefeitura. Aproveitamos a oportunidade também para divulgarmos a profissão farmacêutica, como ao explicar melhor sobre o porquê de não podermos utilizar alguns medicamentos em casos de suspeita dessas doenças. Muitos já ouviram falar disso, mas agradeceram por termos explicado de forma mais aprofundada, algo que cabe a um farmacêutico fazer”.

Mogi das Cruzes

A delegada regional Dra. Suzana Herrera participou da ação em Mogi das Cruzes A delegada regional Dra. Suzana Herrera participou da ação em Mogi das Cruzes

A Seccional de Mogi das Cruzes realizou cerca de 800 atendimentos em farmácias de Itaquaquecetuba e em uma feira livre de Mogi. Ao todo, 16 voluntários participaram da ação. Na avaliação da delegada regional, Dra. Susana Yaskara Borches Herrera, a ação foi de extrema importância uma vez que, no Estado de São Paulo, já foram notificados mais de 4 mil casos de dengue. Na região do Alto do Tietê, são dez até o momento. “Infelizmente, o combate à doença depende muito da atitude da população, e nisso entra a conscientização. Cada um precisa fazer sua parte. Nós, farmacêuticos, fizemos a nossa!

Presidente Prudente

A delegada regional de Presidente Prudente, Dra. Rosilene Martins participou da ação em Álvares MachadoA delegada regional de Presidente Prudente, Dra. Rosilene Martins participou da ação em Álvares Machado

A Seccional de Presidente Prudente organizou a ação na cidade de Álvares Machado, no bairro Panorama. Os farmacêuticos voluntários, incluindo a delegada regional, Dra. Rosilene Martins, realizaram a capacitação dos agentes e dos farmacêuticos dos postos. “Os agentes comunitários distribuirão o material do CRF-SP em toda a região, o que dá aproximadamente 600 residências. É importante que a seccional realize ações para estar em todos os municípios da região. Escolhemos iniciar a ação no bairro Panorama porque trata-se de uma comunidade com casos suspeitos da doença e com necessidade de esclarecimentos e orientação sobre os cuidados necessários”, destacou a delegada.

Zona Norte (capital)

 A delegada regional Dra. Claudia Araújo e a delegada adjunta Dra. Patrícia Liquieri participaram da ação na Zona Norte da capitalA delegada regional Dra. Claudia Araújo e a delegada adjunta Dra. Patrícia Liquieri participaram da ação na Zona Norte da capital

Na zona Norte, a ação aconteceu em parceria com a Vigilância Sanitária da cidade e orientou os foliões que aguardavam o início de um bloco de carnaval na Casa Verde. Para a delegada regional, Dra. Claudia Araújo, essa ação mostra o quanto os farmacêuticos estão antenados com a saúde da população e o quanto podem contribuir. “Quando fazemos um evento no bairro, mostramos nossa proximidade do paciente e que ele sempre tem um farmacêutico próximo para a realização dos serviços, sem contar que conhecemos nosso território, as dificuldades, a interação com outros serviços com o mesmo objetivo de prevenção e promoção da saúde”.

 

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS