Ajude o CRF-SP a sensibilizar outros conselhos profissionais sobre o problema 

 

São Paulo, 28 de setembro de 2018. 

O novo portal do CRF-SP conta com uma área específica para que o farmacêutico envie as prescrições ilegíveis. Ao se deparar com uma prescrição em que não seja possível identificar as informações nela contidas, o farmacêutico não deve efetuar a dispensação. O profissional pode fazer uma foto ou cópia eletrônica do documento e encaminhar o arquivo com a imagem ao CRF-SP.

Essas prescrições ilegíveis serão enviadas pelo CRF-SP ao Conselho correspondente do profissional prescritor. O objetivo da ação é sensibilizar os demais Conselhos para o desenvolvimento, em parceria com o CRF-SP, de ações educativas aos profissionais prescritores e à população.

O presidente do CRF-SP, Dr. Marcos Machado, destaca a importância de se estar atento a essa questão. “Em caso de dúvida em relação à prescrição, o farmacêutico deve evitar dispensar o medicamento, já que a partir do momento da dispensação ele se torna o responsável por aquele ato. Na dúvida, não dispense e encaminhe uma imagem da prescrição ilegível ao CRF-SP. Isso nos ajudará a sensibilizar os demais Conselhos sobre a importância da realização de campanhas para orientar seus profissionais”. 

Para o envio de uma prescrição ilegível, clique aqui e acesse a nova área “Prescrições ilegíveis” do portal. 

 

 

Thais Noronha

Departamento de Comunicação CRF-SP

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS