EM DEFESA DA SOCIEDADE E DA PROFISSÃO

Seminário debate os impactos do envelhecimento da população para o sistema de saúde

 

Dr. Gustavo Alves (Grupo Técnico de Cuidados Farmacêuticos ao Idoso), Dr. Paulo Brandão (Sbac), Dr. Marcos Machado (presidente do CRF-SP) e Dr. Carlos Morales (Seccional Centro Subleste)Dr. Gustavo Alves (Grupo Técnico de Cuidados Farmacêuticos ao Idoso), Dr. Paulo Brandão (Sbac), Dr. Marcos Machado (presidente do CRF-SP) e Dr. Carlos Morales (Seccional Centro Subleste)São Paulo, 8 de junho de 2018.

O CRF-SP realizou nos dias 6 e 7, no campus do Senac Tiradentes, na capital, o Seminário Atuação do Farmacêutico na Saúde do Idoso, na Farmácia Clínica e nas Análises Clínicas, com objetivo de apresentar, sob diferentes aspectos, os impactos do envelhecimento da população brasileira para o sistema de saúde. O evento também marcou o início das atividades da Seccional Centro-Subleste do CRF-SP.

O primeiro palestrante do Seminário foi o Dr. Gustavo Alves, docente e coordenador do Grupo Técnico de Cuidados Farmacêuticos ao Idoso do CRF-SP. Ele apresentou o tema “Impacto do Financiamento na Saúde do Idoso”, projetando o envelhecimento populacional brasileiro nos próximos anos e de que maneira essa previsão tem influência na saúde das pessoas e no financiamento do sistema de saúde.

“A população vive mais, mas vai custar mais para o Estado também. Os idosos são os principais consumidores de medicamentos e a existência de fatores pessoais, genéticos, hábitos alimentares e sociais, comorbidades, entre outros fatores, podem reforçar ainda mais os problemas de saúde e dos gastos relacionados”, explicou.

O segundo tema debatido foi “Gestão Farmacêutica na Judicialização da Saúde”, apresentado pela Dra. Luciana Canetto Fernandes, secretária-geral do CRF-SP e gestora de saúde no município de Piracicaba. Ela falou sobre dilema que envolve o direito de uma parcela da população ter acesso a tratamentos raros e mais caros por meio da judicialização e como isso compromete o orçamento da saúde para o restante da sociedade. “A cada ano a gente só vê crescer as demandas e não existem recursos para tudo isso. Este é o grande desafio dos gestores de saúde”, afirmou.

 

Dra. Luciana Canetto (secretária-geral), Dr. Marcos Machado (presidente), Dra. Cláudia Araújo (Subsede Norte), Dr. Gustavo Alves (Senac e Grupo Técnico Cuidados Farmacêuticos ao Idoso), Dr, Carlos Morales (Seccional Centro Subleste) e Dr. Jose Marcos Ferreira (Comissão Assessora de Farmácia Hospitalar) Dra. Luciana Canetto (secretária-geral), Dr. Marcos Machado (presidente), Dra. Cláudia Araújo (Subsede Norte), Dr. Gustavo Alves (Senac e Grupo Técnico Cuidados Farmacêuticos ao Idoso), Dr, Carlos Morales (Seccional Centro Subleste) e Dr. Jose Marcos Ferreira (Comissão Assessora de Farmácia Hospitalar)

 

Dando sequência à programação, na quinta-feira foi a vez de o presidente do CRF-SP, Dr. Marcos Machado, falar sobre a atuação do farmacêutico clínico em Análises Clinicas na rede pública e privada, bem como a importância dos exames laboratoriais em pacientes da terceira idade.

Ele destacou que, no caso da atuação farmacêutica, os exames laboratoriais são fundamentais para fornecer informações que possibilitam avaliar o prognóstico, determinar as concentrações tóxicas e terapêuticas dos fármacos, e monitorar a efetividade da farmacoterapêutica desses pacientes. Dentre os exemplos citados estão o acompanhamento de hipertensos em tratamento farmacológico, as alterações séricas e hematológicas, e os fármacos capazes de produzir doenças hepática e quadro clínico.

Dr. Marcos Machado, presidente do CRF-SPDr. Marcos Machado, presidente do CRF-SP“Cabe a nós, farmacêuticos, utilizarmos os exames para podermos fazer o acompanhamento farmacoterapêutico, orientar pacientes no uso adequado dos medicamentos, interagir com profissionais prescritores e intervir na farmacoterapia, quando necessário”, afirmou o Dr. Marcos.

O evento ainda contou com um debate com os ministrantes do Seminário, com participações do Dr. Gustavo Alves; Dr. Paulo Brandão, delegado da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (Sbac); Dr. Marcos Machado, e Dr. Carlos Moraes, delgado regional da Seccional Centro-Subleste.

 

Auditório do Senac campus TiradentesAuditório do Senac campus Tiradentes

 

 

Carlos Nascimento e Renata Gonçalez

Departamento de Comunicação CRF-SP

 

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR OUTRAS NOTÍCIAS 

Farmacêuticos contra a dengue

EAD - Academia Virtual de Farmácia

PRESCRIÇÃO FARMACÊUTICA
Informações Cursos